terça-feira, 8 de maio de 2012

Biodiversidade na Mata Atlântica


A elevada biodiversidade da Mata Atlântica é função das variações ambientais neste bioma. Um dos fatores mais importantes que contribui para esta variação é sua extensão em latitude, que abrange 38º. A distribuição geográfica de lagartos na Mata Atlântica, por exemplo, é significativamente influenciada pela latitude, sendo que apenas uma única espécie apresenta ampla distribuição. Variações altitudinais constituem outro importante fator que contribui para a ocorrência de alta diversidade biológica, dado que as matas se estendem do nível do mar a uma altitude de 1.800 metros. Além disso, as matas do interior diferem consideravelmente das matas do litoral, proporcionando uma maior variedade de hábitats e nichos. Estes fatores em conjunto resultam numa diversidade única de paisagens, que abrigam extraordinária biodiversidade.
A complexidade deste bioma pode ser ilustrada pela definição e delimitação da vegetação da Mata Atlântica no Decreto Federal 750/93, que rege a utilização dos recursos naturais e o desmatamento na região: “considera-se Mata Atlântica as formações florestais e ecossistemas associados inseridos no domínio Mata Atlântica, com as respectivas delimitações estabelecidas pelo Mapa de Vegetação do Brasil, IBGE 1988: Floresta Ombrófila Densa Atlântica, Floresta Ombrófila Mista, Floresta Ombrófila Aberta, Floresta Estacional Semidecidual, Floresta Estacional Decidual, manguezais, restingas, campos de altitude, brejos interioranos e encraves florestais do Nordeste.”

Mais sobre as delimitações na postagem: Paisagens da Mata - Os Ecossistemas.

Apesar do intenso desmatamento e fragmentação, a Mata Atlântica, juntamente com seus ecossistemas associados (restingas e manguezais), ainda é extremamente rica em biodiversidade, abrigando uma proporção elevada das espécies brasileiras, com altos níveis de endemismo. Estima-se que existam cerca de 250 espécies de mamíferos (55 endêmicas), 340 de anfíbios (90 endêmicas), 1.023 de aves (188 endêmicas), e cerca de 20.000 espécies de árvores, metade das quais são endêmicas. Mais de dois terços das espécies de primatas também são endêmicas.

Referência: Critical Ecosystem Partnership Fund; Perfil do Ecossistema; Mata Atlântica Hotspot de Biodiversidade; Brasil; 11 de Dezembro de 2001

Nenhum comentário:

Postar um comentário